SUPER-HEROÍNA

Um dia no ônibus, quando eu estava com uns 28 anos, eu tive um insight: “nossa, minha mãe me teve com essa idade!” Depois de alguns segundos de reflexão, veio o pensamento: “aaaff imagina eu ter filho agora? Não estaria pronta nunca”. Nesse dia eu vi, pela primeira vez, minha mãe como mulher e não como a minha super-heroína. Eu sempre admirei demais

SUPER-HEROÍNA2020-09-04T00:55:04-02:00

NA CONSTRUÇÃO DA NOSSA MELHOR VERSÃO O QUE CONTA É A DIREÇÃO, NÃO A VELOCIDADE

Quando eu comecei minha carreira no ramo do desenvolvimento, minha cama ficava grudadinha na lateral do meu armário. Eu colocava lá um monte de post-its com todos os hábitos que eu queria desenvolver pra lembrar de todos assim que eu acordasse. Na época eu devorava livros, vídeos e cursos de desenvolvimento pessoal e espiritualidade. E, nesse processo, criando uma Fernanda imaginária e listando tudo

NA CONSTRUÇÃO DA NOSSA MELHOR VERSÃO O QUE CONTA É A DIREÇÃO, NÃO A VELOCIDADE2020-08-26T19:12:39-02:00

“TAMO” JUNTAS!

Uma amiga essa semana me chamou de workaholic e na hora aquilo me chamou muita atenção. . Eu? Workaholic? . Eu, que sempre amei viajar e desbravar o mundo, nunca me considerei workaholic. Sempre trabalhei muito, mas o quanto precisava... não gostava de trabalhar não. . Essa é uma amiga nova e ela só conhece a Fernanda versão 2018 e esse ano eu

“TAMO” JUNTAS!2018-09-12T22:41:33-02:00